25/02/2009

A benção de ter amigos

Recentemente bateu uma saudade de um velho amigo, amizade feita ainda nos tempos de adolescência, que como disse Salomão era um “amigo mais chegado do que um irmão”. E depois de anos sem nos vermos, me veio o desejo de reencontrá-lo e saber noticias dele. Para localizá-lo, é claro, me vali do "Sr. Google", que em menos de alguns cliques já me trazia várias notícias dele além do seu contato.
Não preciso nem dizer que quase imediatamente entrei em contato e em poucos dias consegui visitá-lo, embora ele esteja morando em Minas Gerais e eu no Rio de Janeiro. Foram surpresas muito gratas neste nosso encontro. Ele, na busca de Deus e certamente no desejo de agradá-lo, foi para o seminário e tornou-se padre. Mas depois de alguns anos neste exercício espiritual, ele tomou uma decisão radical e eu o encontro agora um homem maduro, com todo o seu bom humor de sempre, feliz, junto de sua esposa e seus três lindos filhos! E para minha maior alegria: amando a Deus! Rimos muito, recordamos as tantas aventuras do passado, colocamos em dia as conversas e sai dali com a sensação gostosa da benção que é o vínculo da amizade.
Você pode estar se perguntando: e ai? O que eu tenho com isso? Por que ele está contando tudo isso? Na verdade é que esse reencontro com meu amigo me fez refletir sobre a amizade e como é abençoador ter amigos de verdade. Como Milton Nascimento cantou, “amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito, dentro do coração”.
Dois exemplos de amizade registrados na Bíblia me vêm à memória.
A amizade que desafia tudo e todos para proteger o amigo que corre risco de morte, como a de Jonatas por Davi. Ele foi até mesmo contra o rei Saul, seu pai, em favor do seu amigo Davi, tentando guardá-lo da injustiça, correndo o risco de perder o reino que como herdeiro ele tinha o direito.
A amizade que derrama graça e perdão, como a de Jó para com seus amigos. Apesar da falta de misericórdia deles que intensificaram ainda mais a sua dor, julgando-o e trazendo-lhe palavras de juízo, ferindo-lhe o coração, ainda assim, Jó ao final ora por eles e nesse ato de perdão e graça Deus o visita dando-lhe a cura e a restauração de todas as coisas.
Como é bom ter amigos. Ainda que sejam poucos, mas Amigos!
Amigos: “Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram”. Esta talvez seja a melhor das definições que poderia ser dita de um amigo. Alguém que verdadeiramente se alegra com a nossa alegria! E isso, esteja certo, em muito prova os corações. Muitas vezes vivi a experiência de perceber algumas pessoas as quais eu julgava ser amigas com um olhar de inveja e um “sorriso” contido ao invés de uma alegria compartilhada devido ao meu sucesso ou por causa da minha felicidade. Precisa ser verdadeiramente amigo para se alegrar com o sucesso do outro. Precisa ser amigo para estar feliz simplesmente porque o outro está feliz.
E o que dizer de “chorar com os que choram”? Só alguém que tenha passado no teste de se alegrar com você na sua alegria, terá condições de chorar com você na sua dor. Só o verdadeiro amigo poderá se condoer de você na sua tristeza.
Chama-me muito a atenção a expressão usada por Deus a respeito de uma pessoa: “Abraão, meu amigo”! Penso no Senhor dizendo isso com satisfação. Como que sendo uma honra para Ele, se eu posso colocar assim, ter Abraão como amigo. É como uma declaração pública daquilo que Ele tem como importante. É uma manifestação do seu amor para com alguém e uma afirmação para que os outros saibam a quem ele distingue para si. E de alguém que Ele tinha como companheiro e com o qual poderia caminhar.
Também me lembro do Senhor Jesus dizendo aos seus discípulos que já não os chamava mais de servos mas de amigos. Que privilégio! Ser assim chamado de amigos, por aquele que é o EU SOU! Por aquele que é Senhor do universo. E Ele de fato é o amigo em que não há nenhuma sombra de variação. Sempre foi, é e será! Ele sim sabe “se alegrar com os que se alegram e chorar com os que choram”.
Que o Senhor possa continuar a me enriquecer com amigos. Mas principalmente, que Ele possa dizer, ainda que só no meu íntimo “Você é meu amigo”. Eu posso dizer isso a respeito dEle, porque sei que de fato Ele é meu amigo. Mas quero que Ele também assim possa dizer a meu respeito.
Que Ele mesmo pelo Seu Espírito me dê essa graça de caminhar com Ele e ser um dos Seus amigos.
No amor do Senhor,

Comente com o Facebook:

4 comentários:

Eurípedes Júnior disse...

Foi muito bom te rever hoje à noite e melhor ainda, ao abrir meu computador ver que voce tinha postado outra mensagem como outras que sempre têm nos edificado.
Bom saber também que somos amigos e que Deus colocou voce e sua família na vida de minha família.
Billy um grande abraço de um amigo o estima muito!
Júnior

Anônimo disse...

EH,IRMÃO BILLY, QUANTAS PEGADAS NESSE 'CAMINHO ESTREITO E APERTADO'COM JESUS DESDE QUE NOS CONHECEMOS! SINTO VONTADE DE CHORAR... AO RECORDAR TANTAS E TANTAS VEZES O TEMPO DE COMUNHÃO COM TANTOS AMADOS IRMÃOS... AMIZADES ÚNICAS E VERDADEIRAS EM QUE POSSO DIZER COM TERNURA, EM VOLTA DA MESA DO "PAI"; E, QUE MESA FARTA "ELE" COLOCAVA PARA NÓS... AMIGO, QUE UM DIA POSSAMOS DESFRUTAR NOVAMENTE DESSE TEMPO DE AMIZADE, NÃO ENTRE PESSOAS OU IRMÃOS, MAS ENTRE IRMÃOS AO REDOR DO "PAI". UM ABRAÇO EM TODOS DE SUA FAMÍLIA NA FORÇA DO SEU PODER. EM CRISTO JESUS, ELIANE SOARES.

Dámaris disse...

Oi Billy!

Adorei o que você fez por reencontrar aquele amigo!!!, con certeza foi um momento inesquecível.
Quando eu penso em meus amigos... tantos que ficaron lá no Chile. Mas graças a Deus pelos amigos que me deu aqui, meus amados irmãos de Macaé (com vc incluso) que tem chorado e se alegrado comigo.
Um grande abraço e uma boa semana de trabalho!

DAM

Kelly disse...

Lindo texto! Eu me emocionei, pois sinto falta de cada amigo que deixei no Brasil... Só quem tem amizades sinceras sabe o valor de um amigo!
Deus abençoe vc e seus amigos!