16/05/2009

O que é a Igreja?

Esta é uma pergunta que com muita frequência tem sido levantada por muitos entre o povo que professa o nome do Senhor. Alguns perguntam com sinceridade, com verdadeiro desejo de receber do Senhor luz e entendimento. Outros a fazem, e infelizmente, não diante de Deus. Fazem-na apenas buscando oferecer as respostas que mais satisfazem seus próprios corações e suas próprias cobiças. E daí, a cada ano, década e mesmo a cada século que tem passado, vemos uma situação tão caótica e com grande afastamento do propósito original de Deus em Cristo Jesus para a Sua Igreja.

Que loucura o que vemos hoje no meio da chamada cristandade! Quanta edificação de um nome que não o do Senhor. Nos faz lembrar o desejo e a expressão proclamada antes de Babel: ”…eia, edifiquemos uma cidade e uma torre…e tornemos célebres o nosso nome”. E a consequência foi a confusão de línguas! Quanto desejo de edificação de “domínios”, “impérios”  e tudo em nome de Cristo. Muitas coisas feitas de uma forma que até mesmo o mundo se escandaliza. E no entanto, tudo isso tem sido chamado de “igreja”.  

Deixo abaixo com você o artigo de Austin Sparks que li hoje pela manhã onde ele dá uma resposta a essa pergunta. É certo que esta não é uma resposta completa, mas certamente ela mostra algo que está no coração de Deus.

Que o Senhor possa iluminar os olhos do nosso entendimento e que sejamos encontrados por Ele edificando aquilo que permanecerá diante DEle.

No amor do Senhor.

BP

================================================

O que é a igreja? O pensamento de Deus não é o Cristianismo; não é o de ter igrejas como centros organizados do Cristianismo; não é a propagação do ensino e empreendimento cristãos. O pensamento de Deus é o de ter um povo na terra no qual, e no meio do qual, Cristo é tudo em todos. Esta é a igreja. Temos que revisar nossas idéias. No pensamento de Deus a igreja começa e termina com isto – a absoluta supremacia do Senhor Jesus Cristo. E o que Deus está sempre buscando é juntar aqueles de Seu povo que mais completamente concretizarão este pensamento dele, e serão para Ele a satisfação de Seu próprio desejo eterno: o Senhor Jesus em todas as coisas tendo a preeminência e sendo tudo em todos. Ele ignora a grande instituição, a assim chamada “Igreja”, e está com aqueles que em si mesmos são de um humilde e contrito espírito e que tremem diante de Sua palavra, e nos quais o Senhor Jesus é o único objeto de reverência e adoração. Estes satisfazem o coração de Deus. Estes, para Ele, são a resposta à Sua eterna busca.

 

Vocês percebem que a Palavra de Deus diz isto. Vejam novamente Cl 3:11: “no qual não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo em todos”. Eles têm se revestido “do novo homem, que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou”. Observem atentamente estas palavras e vocês entenderão que este é o homem corporativo, a Igreja, o Corpo de Cristo, “a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas” (Ef 1:23). E ali, naquele homem corporativo, não pode haver grego ou judeu. Note as palavras. Não diz que gregos e judeus se unem em uma abençoada comunhão. Não, não há nacionalidades na igreja; temos nos livrado de todas as nacionalidades, e agora temos um novo homem espiritual, uma nova criação, onde não pode haver grego, judeu, escravo, livre. Todas as distinções terrenas se foram para sempre – é um novo homem. O braço direito não é um judeu e o braço esquerdo um grego!

 

Não, isto passou. Nesta Igreja há apenas um novo homem – não uma combinação onde anglicanos, metodistas, batistas, congregacionais e todo o resto se juntam e esquecem suas diferenças por um tempo; isto não é a Igreja. Na Igreja estas diferenças não são meramente cobertas por um tempo – elas não existem. Há um Corpo, um Espírito. A Igreja é isto, “Cristo é tudo em todos”. Tenha isto e tem-se a Igreja. Chamar qualquer outra coisa de Igreja e deixar isto de fora é uma contradição. Testem-na através disto.

 

Se é verdade que a vida cristã conforme o pensamento e a mente de Deus é somente isto, “Cristo, tudo em todos”, então somos eu e você verdadeiros cristãos? Pois temos visto que mediante a cruz nós desaparecemos para dar lugar para o Senhor Jesus. Agora, se professamos ter vindo pelo caminho do Calvário até o Senhor, a implicação é que desaparecemos por intermédio desta cruz, para que Cristo seja tudo em todos.

 

O que pensar? Queremos nós um pedacinho do mundo? Nós ainda voluntariamente nos apegamos a esta ou aquela coisa fora do Senhor, porque o Senhor Jesus não tem nos satisfeito plenamente e precisamos ter um contrapeso? Um cristão mundano é uma contradição de termos. Ter um pouquinho de algo fora de Cristo é negar o Calvário e permanecer diretamente em oposição ao eterno propósito de Deus referente a Cristo. Você assume esta responsabilidade? Deus determinou isto desde toda a eternidade no referente a Seu Filho. Podemos nós professar pertencer ao Senhor Jesus e ao mesmo tempo ainda não ser verdade que Ele é tudo em todos para nós? Se podemos, há algo errado, há uma negação, uma contradição. Estamos nos opondo ao pensamento e propósito de Deus. É verdade que Ele é tudo em todos? Ele será isto se tomarmos todo o caminho.

 

Oh! Estas sugestões sutis que estão sempre sendo sussurradas em nossos ouvidos, que se desistirmos disto ou daquilo iremos nos arruinar, e a vida será mais pobre, e seremos reduzidos até que nada tenha restado. É uma mentira! É isto que contrapõe o grande pensamento de Deus sobre nós. O pensamento de Deus sobre nós é que alguém, nada menos que Seu Filho, Jesus Cristo, em Quem toda a plenitude da divindade habita em forma corpórea, seja a nossa plenitude. Toda a plenitude de Deus em Cristo para nós! Você nunca obterá isto ao rejeitá-lo. A vida será muito menos do que precisa ser se você não for até o fim com o Senhor. E o que se obtém em matéria de nossa consagração ao Senhor, nosso inteiro e completo abandono a Ele em nossa vida, nosso deixar completamente tudo que não é do Senhor, isto se obtém no domínio do serviço. Esta carne ama se jactar na obra cristã, e nos diz que se passarmos a ser dependentes do Senhor nós passaremos a ter um tempo de ansiedade. Mas uma vida de dependência de Deus pode ser uma vida de contínuo romance. É ali que fazemos descobertas que são constantes maravilhas.

 

Você pode estar quase morto num minuto e no seguinte o Senhor lhe dá algo para fazer e você fica muito vivo, dependendo dele para cada respiração sua. Assim você vem a conhecer o Senhor. Mas, depois daquela experiência, você se torna de novo inútil e morto por um tempo, contudo você se lembra de que o Senhor fez algo. Então Ele faz de novo; e a vida se torna um romance. Ninguém pensaria que você estava dependendo do Senhor para sua própria respiração. É algo muito abençoado saber que o Senhor está fazendo isto, quando você não pode fazê-lo de jeito nenhum – é humana e naturalmente impossível, mas o Senhor o está fazendo!

 

Prossigamos, amados, no assunto da Igreja. Apliquem o teste. Não estou falando com julgamento ou censura, nem tenciono discriminar num sentido errado, mas deixe-me ser fiel – para nós, nossa comunhão deve estar onde o Senhor Jesus é mais honrado. Nossa comunhão deve estar onde Deus tem o que é seu mais plenamente, onde Cristo é tudo em todos. Nós não podemos estar presos por tradições, por coisas que levantam um clamor e assumem uma denominação. Onde o Senhor é mais honrado, aí é onde nossos corações devem estar; onde tudo o mais é feito subserviente a apenas isto: “Cristo, tudo em todos”. Este é o pensamento de Deus sobre a Igreja, e este deve ser o lugar aonde nossos corações gravitam. O lugar onde Deus vai registrar Seu testemunho e trazer o impacto deste testemunho sobre outros será encontrado onde o Senhor Jesus é mais honrado. E vocês perceberão que onde houver pessoas famintas vocês terão oportunidade de ministério se vocês estiverem completamente em acordo com o propósito de Deus referente a Seu Filho.

 

Extraído do site com o seguinte link:

http://www.austin-sparks.net/portugues/000571.html

Comente com o Facebook:

9 comentários:

ricardo brunet disse...

Queridos, parabéns pelo artigo: o que é igreja e mui especialmente pela sugestão de leitura de Austin Sparks.
Abraços
pelos vínculos do calvário

http://esquinadoamor.blogspot.com

elianecsfreitas disse...

Olá, querido e amado irmão Billy,

Como vai? Agradeço ao Senhor porque há ainda muitos que desejam em seu coração continuar firmes no propósito, e na visão dada pelo Senhor, desde o início, para a restauração do seu propósito para a Sua Igreja!!! Embora existam tantos que tenham deixado corromper essa visão em troca de bênçaos terrenas como Balaão, aniquilando sua própria consciência como se Deus não se importasse mais com isso! Porém, somente sucederá isto até que a poderosa mão de Deus intervenha. Esperemos pacientemente Nele cuidando para que a nossa fé não desfaleça e nos fortalecendo mutuamente no Senhor!
Abraços a toda sua família. Em Cristo,
Eliane.
Contagem/MG

Anônimo disse...

Queridos hermanos:

Hace unos pocos años se realizó una conferencia en Santiago de Chile, donde se presentó el tema: "La Visón Celestial", íntimamente relacionado con Cristo y su iglesia, ( ¿recuerdan a Pablo, cuando tuvo aquella visión celestial camino a Damasco?). Nuestro hermano Stephen Kaung compartió el mensaje inaugural. Cristo y su iglesia están en lo profundo (centro) del corazón de Dios. El mensaje ( narrado en inglés y español) lo puedes ver en el siguiente link:
http://www.livingwaters.cl/conf2004.htm

Bendiciones en Cristo,
Sandro ( desde Chile).
PD: Un fuerte abrazo Billy.

BP disse...

Ricardo Brunet:
Obrigado pelo comentário e de fato recomendamos fortemente a leitura dos escritos do irmão Austin Sparks. Para os que desejarem há muito material disponível em inglês e muita coisa já traduzida para o português nos seguintes endereços:

http://www.austin-sparks.net
(em vários idiomas, inclusive em português)

http://www.vida.emcristo.nom.br/estudos_sparks.htm (em português)

Eliane, querida irmã: Abraço fraterno a você e sua amada família!
Como é fácil deixar aquilo que uma vez nos capturou, não é mesmo? Mas, devemos também buscar a graça de Deus e podermos dizer como Paulo "Não fui desobediente à visão celestial". Balaão é o homem de olhos abertos, mas por causa da ganância seguiu o seu próprio caminho contra a vontade de Deus. Quem tem ouvidos que ouça...
Saudades a todos aí de Contagem.

Sandro! Como vai meu querido? E essa gente boa ai do Chile? Saudades de todos os queridos aí.

Muito edificantes as mensagens proferidas pelo irmão Stephen Kaung. Recomendamos também os livros desse autor. A Editora Tesouro Aberto (www.tesouroaberto.com.br já publicou em português alguns dos seus livros. Sobre a igreja há o título "A Vida da Igreja, o corpo de Cristo".

No Seu amor.

aludiumin disse...

Queridos irmãos, sou grato a Deus por voces que tem me abençoado com os artigos e desta forma, longe dos queridos irmãos de contagem onde por um bom periodo tive o privilegio de congregar, hoje residindo em Paracatu Minas Gerais, fico daqui me alimentando alem da leitura da Biblia deste artigos que com certeza tem sido providencia de Deus. Abraço a todos os irmãos da Igreja em Contagem.
João de MOura - Tepa

Joao.brochado disse...

Queridos irmãos, sou grato a Deus por voces que tem me abençoado com os artigos e desta forma, longe dos queridos irmãos de contagem onde por um bom periodo tive o privilegio de congregar, hoje residindo em Paracatu Minas Gerais, fico daqui me alimentando alem da leitura da Biblia deste artigos que com certeza tem sido providencia de Deus. Abraço a todos os irmãos da Igreja em Contagem.
João de MOura - Tepa

Irmã Marcia disse...

Graça e Paz,é realmente gratificante vermos o que o Senhor tem feito para nos atrair a uma verdade Eterna,sim pois só ELE através do seu Espirito nos conduzirá em toda verdade,fazendo-nos ser filhos que realmente conhecem a vontade do Pai que é: convergir todas as Coisas para o seu Filho.Que nós venhamos a orar como Paulo orou na carta aos Efésios no cap:1:17 e 18 principalmente,no versículo 18 diz:"iluminados os olhos do vosso corãção,para saberdes qual é a esperança do seu chamamento,qual a riqueza da glória da sua herança nos santos" este sabedes o qual o Apostolo se refere no grego se não me engano é Joida que quer dizer:permite saber a verdade pelo espirito.Creio que o Senhor tem aqueles que tem sido fiel,como disse mais uma vez o Apóstolo Paulo que Ele fiel a visão celestial,que nós também sejamos como ele. Fiel até o fim!

BP disse...

João, irmão: Graça e encorajamento da parte daquele que venceu todas as coisas! Desejo a benção de Deus a você para o seu caminhar ai em Paracatú e que Ele lhe dê companheiros de jornada.
Abraço fraterno.

Márcia, irmã: Graça e paz!
É importante termos em mente o que você coloca aqui. De fato, tudo que causa algum impacto em nossas vidas e que pode produzir mudança em nós e convicção interior tem que vir por revelação de Deus. O "saber" que nos vem de segunda mão, apenas como um exercício intelectual, produzirá apenas pessoas "inchados" - como Paulo nos lembra, o Conhecimento incha. Por isso Paulo orava pelos Efésios, para recebessem revelação de Deus, iluminação dos olhos do coração.

Tudo em nossa caminhada com Deus começa a partir de uma visão, um ver dentro de nós. A nossa própria salvação veio por ver que Jesus é o Filho do Deus vivo. E este ver, nós o recebemos como revelação de Deus! E a partir dessa primeira revelação, seguem todas as demais. Tudo que gera vida em nós deve vir como revelação de Deus! E quando experimentamos esta revelação de Deus, seja a principal delas (que Jesus é o Filho de Deus) ou as que dela derivam, nada pode mudar ou tirar a convicção que daí é produzida. E essa convicção gera fé! Fé que é viva, que opera.

Apenas um exemplo: se ainda não vimos a Jesus como o nosso sumo sacerdote, não conseguimos caminhar com confiança diante de Deus e a culpa ou o medo pode estar ainda presentes no nosso viver. Mas se o vemos como Ele é, o nosso sumo sacerdote, experimentamos paz e descanso. Nos achegamos com confiança diante do Pai porque o nosso sumo sacerdote já foi à nossa frente e o caminho está aberto pelo sangue que Ele derramou. Aleluia!

Que o Espírito Santo ilumine o nosso entendimento espiritual.

Danilo Fernandes disse...

Ola irmão!


Queria convidar você para conhecer o meu blog, o Genizah que horas é pirado e engraçado, horas é exaltado e sério, mas é super do bem e tem como regra levar o Evangelho da Liberdade Verdadeira e a Santa Subversão de Jesus ao mundo egocêntrico e perdido nos seus valores! E, ainda dando tempo, aproveito para tirar uma onda com este pessoal que anda explorando a fé das pessoas e ainda dizendo que são cristãos... Ops!

Por minha vez, já me tornei seu seguidor.

Abraços em Cristo e Paz!

Danilo

http://www.genizahvirtual.com/